Tendo sido o atletismo a modalidade que deu origem ao clube hoje a sua actividade estende-se também à pesca e à orientação. Nomes como Anabela Ferreira e Vasco Micaelo que no passado levaram o nome de Recardães além fronteiras, através do atletismo, vêem hoje os seus feitos continuados pelos atletas da orientação. A conquista de títulos nacionais nos vários escalões da modalidade têm-se sucedido ano após ano, assim como a chamada de atletas seus à selecção nacional. João Ferreira é o mais recente exemplo, quer na variante pedestre quer na variante de BTT. A pesca dá agora os primeiros passos “Piscando” o olho aos campeões, seus companheiros de clube.

Jason Robinson

"Já corro há duas décadas e venho treinando como um atleta de resistência nos últimos 5 anos. Minhas qualificações vêm da experiência, pesquisa sobre o assunto e conversas com outros atletas, profissionais e amadores como eu."

Jason Robinson
Geofísico-Chefe de Área, Ásia

O que é o Triatlo?

O triatlo é uma competição contra o relógio envolvendo natação, ciclismo e corrida. Há 4 distâncias-padrão no triatlo de competição:

  • Sprint: 300 m de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida
  • Internacional ou Olímpico: 1.000 m de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida
  • Half IronMan: 1,8 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida
  • IronMan: 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida

O testemunho de um atleta....

Apesar de ter competido em todas essas modalidades, meu evento preferido é o IronMan. Uma das coisas mais importantes sobre o triatlo é que cada pessoa tem sua própria competição para aquele percurso naquele dia. No IronMan, cada um dos 1.600 competidores tem as mesmas condições e regras e todos, profissionais e amadores, largam ao mesmo tempo.

Definitivamente, é um evento de resistência, levando um tempo qualquer entre o recorde de 7 horas e 50 minutos e o tempo de corte de 17 horas. Pelo fato de durar tanto, o IronMan é uma competição duríssima, que requer preparação física e mental. A preparação física envolve principalmente o treinamento do corpo para resistir a horas de exercícios contínuos, bebendo grandes quantidades de água e ingerindo muitas calorias (alimentação). Também contam os testes e a utilização dos equipamentos de corrida (bicicleta, tênis e roupas), verificando se funcionam corretamente e servem bem. Os aspectos mentais da corrida, muitas vezes esquecidos, incluem a preparação para uma competição tão longa, imaginando ou visualizando que tudo corra perfeitamente bem, mas ao mesmo tempo se preparando para o caso de as coisas não funcionarem. Muitas competições não foram concluídas por causa de um pequeno soluço que poderia ter sido corrigido com facilidade.

O desenvolvimento da resistência necessária para o IronMan envolve um plano de treinamento de longo prazo. Há três medidas básicas de condicionamento físico e, dessa forma, três fatores a serem treinados: capacidade aeróbica, limite de lactato e economia. Os atletas de elite apresentam valores excelentes para esses três índices fisiológicos. Há muitos recursos bem qualificados para guiar esse tipo de treinamento.

Esses anos de preparação para a competição forneceram um conjunto de regras básicas, as quais eu sigo.

  1. Repouse suficientemente para se recuperar do treinamento. A recuperação ocorre nos períodos de repouso. Durante a recuperação, o corpo corrige os danos do treinamento e fica um pouco mais forte que antes. Durante o sono, é liberado o hormônio do crescimento, que é necessário para a regeneração do corpo. As células danificadas levam mais tempo para curar, aumentando o risco de contusões e doenças. O período de repouso é também quando os depósitos de glicogênio são reabastecidos entre os exercícios; um período inadequado de repouso leva a um decréscimo de rendimento. Se a carga de treinamento permanecer alta com pouco tempo de sono, o excesso de treinamento torna-se uma ameaça real. Da mesma forma que uma contusão, o excesso de treinamento pode destruir uma programação e desmotivar o atleta. Eu acredito que a maior parte dos atletas não repousa o suficiente. A maioria dos amadores, especialmente aqueles com famílias e trabalhos exigentes, tenta encaixar mais treinamentos dentro do dia. Isso normalmente leva à diminuição do tempo de sono.

  2. Varie o regime de treinamento. Endureça nos dias difíceis e facilite nos dias fáceis. A maioria dos atletas faz exatamente o contrário. Eles puxam bastante nos dias fáceis; então, como estão cansados, os dias difíceis acabam sendo facilitados e todos os trabalhos terminam na zona cinzenta intermediária. Repouse de forma adequada, tente facilitar os dias realmente fáceis e endurecer o treinamento nos dias mais difíceis; em conseqüência, o desempenho irá aumentar.
  3. Faça alongamentos; por favor faça alongamentos o tempo todo, alongue um pouco mais, alongue à noite; vou dizer novamente, não esqueça os alongamentos. A maior parte das contusões decorre de falta de alongamento; uma contusão normalmente significa falta de treinamento e não poder treinar é uma tortura para um atleta! Pelo fato de o treinamento de resistência para o triatlo tomar muito tempo, os atletas tentam economizá-lo cortando arestas sempre que possível; muitas vezes isso inclui o tempo de alongamento. Eu defendo um período de alongamento após cada trabalho; a duração e intensidade dos alongamentos devem ser apropriadas para o tipo de trabalho realizado: exercícios leves de flexibilidade após dias fáceis, alongamento suave após um treinamento muito longo e alongamento de longa duração após sessões pesadas. Como uma exigência mínima absoluta, verifique se todos os principais músculos do corpo foram alongados, não salte e segure cada alongamento por 45 a 60 segundos.
  4. A penúltima recomendação é a definição clara e simples das metas anuais. Escolha um evento ou dois e tente melhorar o tempo para ele(s). Uma boa meta fornece orientações para os treinamentos e evita a monotonia de simplesmente malhar e competir. Uma vez definidas as metas, é necessário um plano para atingi-las. O plano de treinamento é uma rota ideal até a meta. Ele certamente necessita de adaptações e melhorias com o andamento dos treinamentos; cada pessoa descobre as coisas que funcionam melhor para ela. Concentre-se nas metas, registrando os tempos de treinamento e como você se sentiu ao medir as melhorias com o tempo.
  5. Isso leva ao último conselho, que é: tudo o que você fizer conta. Cada parte do treinamento tem um objetivo. O objetivo do treinamento é melhorar o condicionamento para alcançar a meta definida no passo anterior. Quando treinar duro, endureça, quando for uma corrida de recuperação fácil, certifique-se de que ela seja fácil e quando for hora de repousar, dê um tempo para que seu corpo se recupere, de forma que a próxima sessão de treinamento sirva ao máximo a esse objetivo.

Jason Robinson
Geofísico-Chefe de Área, Ásia